fr en es it nl de

em breve

Скоро сайт будет доступен на русском языке. Strona będzie wkrótce dostępna w języku polskim. 该网站即将推出中文版

América Central e Caraíbas

América do Norte

América do Sul

Europa

França

Oceania

Próximo e Médio Oriente

África

Ásia

Organize a sua viagem à sua medida Níger com uma agência local !

Desejo partir em
Quem está a viajar?

Receber gratuitamente e sem compromisso propostas personalizadas em apenas alguns cliques

  • Descreva-nos o seu projecto de viagem: os seus desejos e as suas necessidades
  • Enviamos o seu pedido para as agências locais
  • Receber até 4 orçamentos personalizados gratuitos
  • Escolha a agência local que mais lhe convém

Deixar em Níger

#Etnicidade Natureza Aqueles que aqui vieram, mesmo uma vez, não o esqueçam tão rapidamente que se apegam a ele pelo encanto da autenticidade. Será o sorriso de boas-vindas com um toque de modéstia, as cores quentes da terra e das casas do banco, a proximidade do deserto e as suas promessas quase místicas de renúncia? Ou será a impressão de se sentir como o primeiro a amar este país tanto à distância como distante pela sua cultura? Talvez seja antes de mais a simplicidade em tudo o que ainda prevalece no quotidiano, unindo as pessoas em gestos imutáveis muitas vezes de outro tempo: a mãe e a criança pendurada no peito, as jovens aldeãs curvadas à beira do poço puxando a corda no fim da qual pendura o poço, o rapaz da escola descalço com o caderno na cabeça a cantar a caminho da escola, o táxi do mato a desmoronar-se debaixo dos passageiros, o vendedor de nozes de cola a gritar 'goro-goro' a toda a velocidade...
Aqueles que lá estiveram, mesmo que só uma vez, não o esquecem, de tal forma que rapidamente se apegam a ele pelo encanto da sua autenticidade. Será o sorriso de boas-vindas com um toque de modéstia, as cores quentes da terra e das casas do banco, a proximidade do deserto e as suas promessas quase místicas de renúncia? Ou será a impressão de se sentir o primeiro a amar este país que é simultaneamente próximo em termos de distância mas distante em termos de cultura? Talvez seja a simplicidade em todas as coisas que ainda prevalece na vida quotidiana, unindo as pessoas em gestos imutáveis muitas vezes de outro tempo: a mãe e o seu filho pendurado no peito, as jovens aldeãs à beira do poço puxando a corda no fim do qual pendura o poço, o rapaz da escola descalço com o seu caderno de notas na cabeça a cantar a caminho da escola, o táxi do mato a desmoronar-se debaixo dos passageiros, o vendedor de nozes de cola a gritar goro-goro no topo dos seus pulmões...

Turismo confidencial

O Níger é um novo país para o turismo, as populações são muito acolhedoras e ainda não foram apanhadas no estrangulamento da indústria turística específica de alguns outros países africanos. Vir ao Níger é vir ao encontro de um povo que se encontra na África branca e negra: desde os pescadores Songhai que navegam ao longo do rio Níger até aos comerciantes nas suas lojas que vendem tangas multicoloridas, passando pelos nómadas Fulani, árabes e tuaregues espalhados até aos confins do Sara do Níger, guiados por pastagens e água.

Um povo de mil rostos

Cada grupo étnico é único e autêntico pela persistência da sua coesão linguística, social e mesmo económica, principalmente nas zonas rurais, onde 90% da população ainda vive. Durante cerca de 500 km, as margens e as ilhas do rio Níger são o lar das aldeias piscatórias Djerma-Songhai, Tuareg e Fulani nascidas à beira da água. De Gaya, na fronteira da Nigéria e do Benim, até Ayorou, na fronteira do Mali, vivem as populações do rio, onde se divertem hipopótamos, peixes, aves aquáticas e crocodilos. Nada como descer o rio numa piroga para mergulhar nesta cultura, com uma visita a uma zona protegida, o Parque Nacional W onde vive toda a fauna específica da savana arbustiva: elefantes, leões, antílopes, gazelas, búfalos, macacos...

Uma descoberta em tamanho real

Um país ensolarado, o Níger é sinónimo de calor seco, mas há uma pausa de Dezembro a Março, quando se pode até tremer à noite enquanto se dorme ao ar livre, se não se tiver levado cobertores quentes. Coma o espaço: graças à sua extensão e à sua topografia bastante plana, o Níger oferece horizontes montanhosos sem fim, salpicados de acácias, ou nus como o deserto de Ténéré, por vezes atingidos por relevos raros como os planaltos calcários dos Koutous no sudeste ou as falésias de arenito do Dallol Bosso no sudoeste. O Norte é mais agitado com o Maciço Aéreo que culmina a uma altitude de 2.000 m e o penhasco de Kawar que se estende até ao Maciço praticamente desabitado do Djado, nas fronteiras da Líbia e do Chade.

Oportunidades de visitas múltiplas

A pé nas dunas, por piroga no rio Níger, em camelos, em veículos 4x4 ou em motocicletas, a única sensação de nunca ter terminado de explorar permanece. As distâncias são contadas mais em horas na estrada ou a pé do que em quilómetros. Duas boas estradas ligam a capital Niamey a Arlit, 1.250 km a norte e a N'Guigmi, 1.500 km a leste (uma parte desta estrada é danificada depois de Diffa). A experiência do espaço e do silêncio é melhor lá do que em qualquer outro lugar: noites silenciosas sob as estrelas, sob céus puros e não poluídos, são um dos maiores prazeres dos viajantes no Níger.

Às fontes da vida

O Níger é um dos cemitérios mais importantes do mundo de esqueletos de dinossauros fossilizados em depósitos de arenito. Os amantes da paleontologia e da arqueologia deliciar-se-ão no deserto que entrega tesouros inestimáveis: troncos de árvores fósseis, sítios paleolíticos e neolíticos com cacos de cerâmica, machados, mós, baquetas, pontas de seta, gravuras e pinturas rupestres do Ar e do Djado, túmulos pré-islâmicos de várias formas...

Uma geologia que conta a história de vários milénios

As paisagens revelam os segredos geológicos da terra em movimento. A desertificação conduz à erosão das margens do rio Níger e ao seu assoreamento: a precipitação flui sobre glacis desprovidos de vegetação densa. Assim que a água encontra um obstáculo, árvore ou rocha, faz redemoinhos e escava enormes garras de erosão, fendas que testemunham a violência das cheias e o fluxo de areia em direcção ao rio. Os mármores do Kogo, Illekane e Blue Mountains in the Air atestam a presença do mar: os calcários marinhos foram levados a alta temperatura e alta pressão durante o metamorfismo e depois transformados em cipolim ou mármore. Portanto, há mil e uma razões ou desejos de descobrir o Níger, e a primeira é a mudança total de cenário que qualquer viajante experimenta.



Porquê recorrer a uma agência local?

  • Cada agente local vive no local e é um perito no destino.
  • A sua estadia será 100% feita à sua medida e adaptada a todos os seus desejos.
  • O seu agente local estará sempre disponível para garantir que a sua viagem esteja de acordo com as suas expectativas.
  • Beneficie dos melhores preços, estando directamente em contacto com o organizador no local.

Os meios de comunicação social estão a falar sobre o assunto